Autoamurel

Pesquisa


Busca avançada


Dicas automotivas

Velas para carros convertidos a GNV

Alguns itens dos carros convertidos a Gás Natural Veicular (GNV) como velas, cabos e bomba de combustível precisam de cuidados específicos para não comprometerem a durabilidade dos motores. Isto ocorre porque o GNV tem características de combustão diferentes da gasolina e do álcool. Sua mistura de ar-combustível é mais pobre e gera aumento de tensão em todo sistema de ignição, em até 20%.

Há hoje no mercado produtos específicos para os carros convertidos, capazes de suportar a alta tensão dos motores a GNV, especialmente desenvolvidos para melhorar a performance de ignição do veículo e garantir maior durabilidade. São produtos como os cabos da linha Gas Line e as velas de ignição Super Plus da Bosch. Os cabos – 100% de silicone – possuem conectores e vedações dimensionadas para operarem em condições de altas temperaturas e tensões elevadas, por longo período de tempo. Já as velas Super Plus resultam em partidas e respostas mais rápidas. Outra dica importante é a utilização esporádica dos combustíveis gasolina e/ou álcool para evitar formação de depósitos na bomba de combustível que podem prejudicar o funcionamento de todo sistema de injeção.

As peças em contato direto com o combustível líquido - como a bomba, o regulador de pressão e a válvula de injeção - são itens que também precisam de atenção especial. A bomba de combustível deve ser desativada pelo sistema de conversão quando o veículo estiver funcionando apenas com o GNV. Esta prática evita o superaquecimento da bomba e também evita que as mangueiras de combustível ressequem. A Bosch recomenda que a revisão preventiva dos veículos convertidos seja feita a cada 15 mil quilômetros ou a cada 12 meses para garantir o bom funcionamento do kit de conversão, assim como dos demais componentes do motor.

© Todos os direitos reservados